21.9 C
Brasil
terça-feira, setembro 28, 2021
Início Brasil Rodovias paulistas não registram bloqueios de caminhoneiros, diz Polícia Militar

Rodovias paulistas não registram bloqueios de caminhoneiros, diz Polícia Militar

As rodovias do Estado de São Paulo não registram nenhum bloqueio de caminhoneiros, segundo a Polícia Militar. A corporação informou que, até 12h desta quinta-feira, 9, pelo menos 18 manifestações foram encerradas. Nos municípios de Bebedouro, Caraguatatuba, Franca e Teodoro Sampaio há pontos com bloqueio parcial. “As forças de segurança seguem monitorando toda malha viária estadual a fim de garantir a fluidez no trânsito, a segurança e o direito de ir e vir de todos”, disse a PM em nota. Segundo o Ministério da Infraestrutura, houve protestos de caminhoneiros em 14 Estados, mas apenas cinco tiveram interdição das rodovias. Nesta quinta, o governo federal anunciou a liberação de parte das estradas. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também enviou um áudio aos manifestantes pedindo que as vias fossem desbloqueadas. A mobilização é feita majoritariamente por apoiadores do chefe do Executivo e ocorre após a escalada do tom contra membros do Judiciário durante manifestações no feriado de 7 de Setembro.

 

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Diva do Brás dá dicas para remover olheiras

Quem nunca passou pela situação de acordar e reparar numa coloração escura abaixo dos olhos acompanhado de um inchaço? Essas são as...

Saiba os benefícios da corrida de rua e comece agora mesmo

Correr faz bem para a mente e para o corpo, segundo o empresário Weber Micael da Silva, praticante do esporte há anos....

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

‘Ajudei a redigir o documento pacificando as relações entre os Poderes’, diz Michel Temer

O esboço da carta à nação publicada nesta quinta-feira, 9, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como uma forma de trégua entre os Poderes...