21.9 C
Brasil
terça-feira, setembro 28, 2021
Início Brasil Homem mata colega, joga o corpo na praia, mas guarda o pênis...

Homem mata colega, joga o corpo na praia, mas guarda o pênis em uma panela

Um homem de 48 anos foi preso pela Polícia Civil na cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, depois de matar um colega, decepar o órgão genital da vítima e levar o corpo para Itanhaém. O suspeito também colocou o pênis da vítima dentro de uma panela. A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), que informou que o crime aconteceu no fim de agosto, e o autor era considerado foragido até a manhã da quarta-feira, 8, quando foi encontrado. O corpo da vítima, que tinha 56 anos, foi encontrado na faixa de areia e com marcas de violência, incluindo uma facada e o órgão genital decepado.  O crime teria acontecido em uma pousada e os policiais encontraram marcas de sangue no quarto em que o suspeito estava hospedado. De acordo com o suspeito, os dois estavam utilizando drogas quando a vítima tentou investir sexualmente contra ele, que recusou e cometeu o crime. A SSP informou também que, após ser detido, o suspeito foi levado para a Cadeia Pública de Peruíbe

 

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Diva do Brás dá dicas para remover olheiras

Quem nunca passou pela situação de acordar e reparar numa coloração escura abaixo dos olhos acompanhado de um inchaço? Essas são as...

Saiba os benefícios da corrida de rua e comece agora mesmo

Correr faz bem para a mente e para o corpo, segundo o empresário Weber Micael da Silva, praticante do esporte há anos....

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

‘Ajudei a redigir o documento pacificando as relações entre os Poderes’, diz Michel Temer

O esboço da carta à nação publicada nesta quinta-feira, 9, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como uma forma de trégua entre os Poderes...