31.9 C
Brasil
terça-feira, setembro 28, 2021
Início Brasil Ferroviários fazem acordo com o governo e encerram greve da CPTM

Ferroviários fazem acordo com o governo e encerram greve da CPTM

Os ferroviários encerraram a greve na Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) após um acordo com o governo de São Paulo nesta terça-feira, 24. Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), os trens voltaram a circular normalmente por volta das 19h. Os trabalhadores iniciaram a paralisação nesta manhã, alegando que não houve entendimento com a CPTM sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2020/21 e 2021/22 pelo segundo ano consecutivo. A categoria também disse que a empresa se negou a repor as perdas salariais da inflação. As linhas 12 – Safira e 13 – Jade foram totalmente paralisadas. Já a Linha 11 – Coral funcionou parcialmente. Em nota, a STM informou que o governo estadual fez um acordo com os trabalhadores e que foi oferecido um reajuste de 4% em agosto, referente a 2020, e de 6% referente a 2021, em janeiro de 2022, além do pagamento em cinco parcelas (outubro, novembro, dezembro, fevereiro e março) de todas as cláusulas econômicas. A Secretaria também disse que irá rever as demissões de 10 colaboradores que aderiram à greve.

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Diva do Brás dá dicas para remover olheiras

Quem nunca passou pela situação de acordar e reparar numa coloração escura abaixo dos olhos acompanhado de um inchaço? Essas são as...

Saiba os benefícios da corrida de rua e comece agora mesmo

Correr faz bem para a mente e para o corpo, segundo o empresário Weber Micael da Silva, praticante do esporte há anos....

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

‘Ajudei a redigir o documento pacificando as relações entre os Poderes’, diz Michel Temer

O esboço da carta à nação publicada nesta quinta-feira, 9, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como uma forma de trégua entre os Poderes...