21.8 C
Brasil
sábado, junho 19, 2021
Início Tecnologia Microsoft pode ter interesse em comprar o TikTok

Microsoft pode ter interesse em comprar o TikTok

Sob constante pressão do governo dos EUA, a ByteDance, empresa responsável pelo TikTok, está buscando uma forma de contornar possíveis bloqueios decorrentes das acusações feitas pela Casa Branca  — diga-se aqui, Donald Trump  — de que o app viola a privacidade dos usuários e compartilha dados com o governo chinês.

Segundo informações da agência Bloomberg, tudo seria resolvido e o aplicativo estaria livre de censura caso fosse vendido para uma empresa americana. E, para tal proposta, já existe uma interessada de peso: a Microsoft.

Leia em VEJA: Levantamento exclusivo revela os campeões da destruição. Mais: as mudanças do cotidiano na vida pós-pandemiaVEJA/VEJA

A companhia de Bill Gates não é conhecida pelo sucesso no mundo das redes sociais, ainda que tenha comprado o LinkedIn em 2016, mas seria a única grande empresa de tecnologia com portfólio variado capaz de absorver o TikTok sem que haja alardes antitruste.

Ainda sim, o plano forçado pelos EUA seria somente para separar o TikTok em duas versões, uma para os chineses, e outra, comandada de solo americano, para o resto do mundo. Fica o lembrete de que, quando se trata de redes sociais, no ocidente, a fonte de polêmicas envolvendo invasão de privacidade não é a China.

(Com Bloomberg)

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Sucesso dos anos 1990, o bichinho virtual Tamagotchi renasce

Há muito tempo, numa galáxia nem tão distante assim, nos idos dos anos 1990, sem smartphones, sem redes sociais, em que os videogames só...

Empresa prevê investimento milionário em pesquisa de plástico degradável

A Tecbio Holding pretende investir R$ 15 milhões no desenvolvimento de pesquisas e produção de plásticos biodegradáveis até 2024. O grupo de empresas de capital...

São Paulo começa a votar Lei das Antenas, que abre caminho para 5G

A Câmara Municipal de São Paulo começa a votar nesta quarta um projeto de lei que abre caminho para a futura implementação do 5G...

Brasil e o acordo Artemis: avanço na exploração pacífica do espaço

Ao aderir ontem, 15 de junho, ao acordo Artemis, o Brasil não só aliou-se ao programa que irá retomar os voos tripulados à Lua...