33.8 C
Brasil
terça-feira, junho 15, 2021
Início Tecnologia Artigo: O mundo será 5G

Artigo: O mundo será 5G

A imaginação é uma das mais valiosas características da civilização. Fonte de ideias e catalisadora da criatividade, permite ao ser humano ver além do tempo presente, vislumbrar e até mesmo criar o futuro. Pensando nisso, proponho aqui um exercício de reflexão: como você imagina que a tecnologia impactará sua rotina nos próximos dez anos? Em poucos segundos, sua imaginação oferecerá uma série de possibilidades para responder a essa pergunta. E, posso assegurar, a materialização de grande parte dessas ideias está intrinsecamente conectada a dois pontos: o aprimoramento e a expansão da rede 5G.

Para projetarmos o futuro, é indispensável um olhar atento ao presente. Com a intensificação da integração entre pessoas e tecnologia que vem ocorrendo nos últimos meses, é nítida a necessidade de desenvolvimento de plataformas capazes de oferecer mais velocidade, suporte a múltiplos usuários simultaneamente, sem perda de desempenho, e maior nível de confiabilidade, sempre levando em consideração as particularidades de privacidade e segurança de dados.

Nas gerações anteriores de conexão, o 3G teve papel fundamental na democratização do uso da internet móvel, facilitando a navegação em redes, o acesso a e-mails e o compartilhamento de fotos. O 4G, por sua vez, possibilitou a criação de novos serviços relacionados a mobilidade urbana, delivery e elevou o nível de entretenimento em dispositivos móveis, com plataformas de streaming de vídeo e áudio. Nada disso, porém, se compara ao que o 5G pode proporcionar.

Leia nesta edição: entrevista exclusiva com o advogado que escondeu Fabrício Queiroz, a estabilização no número de mortes por Covid-19 no Brasil e os novos caminhos para a educaçãoVEJA/VEJA

Em constante evolução, o 5G é um pilar de transformação do mundo como o conhecemos. Por meio de sua capacidade de conexão e congruência com o conceito de Internet das Coisas, impactará diversos setores da indústria, como saúde, construção civil, mobilidade urbana, agronegócio, logística e telefonia. Modificará a arquitetura das cidades, casas e economia. Mais do que isso: mudará nossa vida.

A rede 5G é peça-chave na construção de veículos autônomos, fortalecendo a inteligência artificial (IA), gerando informações em tempo real e diminuindo o tempo de reação de acordo com cada situação. Na telemedicina, o 5G viabilizará a realização de alguns procedimentos mesmo com o médico a quilômetros de distância do paciente. Modelos de empresas, escritórios e fluxos de trabalho serão repensados. Além de otimizar as indústrias existentes, o 5G contribuirá para o surgimento de novos modelos de negócio e formas de relacionamento.

Um dos pontos mais relevantes do 5G será, justamente, a potencialização do desenvolvimento de dispositivos convergentes ao conceito de Internet das Coisas. Cada vez mais produtos, dos mais variados tipos, passarão a operar on-line, criando, assim, uma grande rede integrada. Casas automatizadas ganharão ainda mais força, com os equipamentos eletrônicos conectados a um único sistema, desde o smartphone até a televisão, o notebook, o refrigerador, o aspirador, o ar-condicionado e a lavadora.

Continua após a publicidade

“O futuro exigirá uma integração ainda mais acelerada entre humanidade e tecnologia”

Grandes companhias em todo o mundo já estão voltando seus investimentos para o desenvolvimento de soluções com base no 5G. A Samsung assumiu uma posição de liderança na busca pela ampliação de produtos que sejam integrados à nova rede. De acordo com estudo conduzido pela Universidade Técnica de Berlim e pela IPlytics, divulgado em janeiro deste ano, a empresa é a que mais registrou patentes para 5G no mundo (2 633), com diversas aplicações, inclusive, já existentes em equipamentos como smartphones. A implementação da rede 5G e a tangibilização de produtos que tenham o 5G como ponto central serão graduais, assim como ocorre com as principais e mais inovadoras tecnologias disponibilizadas no mercado. Em um primeiro momento, a mudança mais evidente será em atividades comuns do cotidiano, potencializadas pelo substancial aumento da velocidade de conexão e pelo nível de desempenho de dispositivos com essa rede de conexão.

Nos países em que a rede 5G começou a ser implementada, como Coreia do Sul, Estados Unidos, Emirados Árabes e Alemanha, já é evidente o avanço na comunicação e nas opções de entretenimento, por exemplo. A alta velocidade e o nível de performance garantem uma conexão estável e imagens de alta qualidade em videoconferências. O aumento da capacidade de desempenho melhora a experiência de consumir e baixar conteúdo em plataformas de streaming de vídeo. Oferece, também, a possibilidade de que as pessoas desfrutem, no smartphone, mais qualidade e variedade de games, que antes eram disponibilizados apenas em consoles ou computadores.

Na América Latina, a expectativa é que, conforme a rede 5G seja expandida, os países da região, principalmente Brasil e México, que estão entre as nações em que a população mais utiliza a internet no mundo, tenham essa tecnologia como ponto central do contínuo desenvolvimento social, diminuindo as barreiras de acesso à educação e saúde de qualidade. Pois, além de otimizar as indústrias existentes, contribuirá para o surgimento de novos modelos de negócio e formatos de relacionamento. E essa, talvez, seja uma das principais razões pelas quais eu acredito que sua implantação possa vir a ser mais rápida que as gerações de conexão anteriores.

O momento atual reforça um caminho sem volta, uma estrada inescapável, já inaugurada: o futuro exigirá uma integração ainda mais ampla e acelerada entre humanidade e tecnologia. Mais do que isso, essa valorosa união será benéfica ao criar mais oportunidades e integração entre famílias e culturas, que estarão a apenas um clique de distância, e ao vencer os desafios que aparecerão no caminho da humanidade, proporcionando cada vez mais uma qualidade de vida superior. Afinal, a tecnologia deve sempre estar a serviço das pessoas.

* Mario Laffitte é vice-presidente de Relações Institucionais da Samsung na América Latina

Publicado em VEJA de 1 de julho de 2020, edição nº 2693

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Criador de empresa que ajudou a capturar Bin Laden fala em painel na terça

Joe Lonsdale participará nesta terça, às 19h30, do segundo painel da edição deste ano do Brazil at Silicon Valley, evento organizado por ex-alunos brasileiros...

Itaú é primeiro banco do país com agência conectada ao 5G

O Itaú, em parceria com a Vivo Empresas, é o primeiro banco no país a ter uma agência física utilizando o padrão de conectividade...

Jeff Bezos: Para o alto e avante

Iates e jatinhos todo bilionário tem. Já o dono da Amazon, Jeff Bezos, o maior de todos os ricaços, tem um foguete para chamar...

Startups tornam real o sonho dos carros voadores

Em 2050, 9,8 bilhões de pessoas estarão vivendo na Terra. Quase 70% delas em centros urbanos, o que impõe enormes desafios ao transporte público....