25.2 C
Brasil
quinta-feira, maio 13, 2021
Início Tecnologia A visão do governo brasileiro sobre defesa cibernética mudou

A visão do governo brasileiro sobre defesa cibernética mudou

Boris Johnson, o primeiro ministro do Reino Unido, está investindo nada menos que 6,5 bilhões de libras (45 bilhões de reais) em um centro supertecnológico de defesa cibernética. É o maior gasto na área desde o governo de Margaret Thatcher, nos anos 1980. O programa também interrompe o programa britânico de redução dos gastos em defesa, algo que acontecia há décadas. O centro será dotado de tecnologia suficiente para interromper as comunicações de grupos terrorista e desativar as defesas aéreas inimigas.

Atualmente, segurança cibernética é uma das maiores preocupações dos governos mundo afora. Após a série de ataques que impactaram serviços do STJ, do SUS e também do Ministério da Economia, essa preocupação também chegou ao Brasil. Por isso, o Palácio do Planalto está programando iniciar, no próximo ano, o maior plano de segurança digital da história do país — algo inédito. Por razões óbvias, ficará aquém do investimento realizado pelo Reino Unido, mas ocupantes do Palácio do Planalto garantem que o plano poderá colocar o país entre os mais seguros na área.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Depois de tentativa de ataque ao STF, hackers miram governo do DF

Na mesma semana em que o STF precisou derrubar seu site para combater tentativas de ataques cibernéticos, o governo do DF foi alvo de...

Entenda o que é andropausa

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado pela Universidade Federal de...

“Agora a marca falará com as mães”, diz criador da Galinha Pintadinha

Ao lado do sócio Juliano Prado, o publicitário Marcos Luporini criou a bem-sucedida personagem infantil Galinha Pintadinha. A avezinha azul está próxima de bater...

Pessoas mais velhas são mais polarizadas nas redes sociais

Um novo estudo, conduzido por uma equipe internacional de pesquisadores do Chile, Colômbia, Brasil e Argentina, revelou que internautas mais velhos são os maiores...