33.8 C
Brasil
terça-feira, junho 15, 2021
Início Tecnologia A geladeira

A geladeira

O magnata Jeff Bezos, fundador da Amazon, é o homem mais bem-sucedido do mundo. Primeiro ser humano a cruzar a linha dos 200 bilhões de dólares de patrimônio pessoal, Bezos mantém um hábito comum a várias pessoas de sucesso que conheço: marcar textos e frases inspiradores e deixá-los em local de acesso fácil. Curiosamente, o texto de que ele mais gosta está estampado há muitos anos na porta de sua geladeira.

Numa tradução livre, a mensagem diz: “Ser bem-sucedido é rir muito e com frequência; conquistar o respeito de pessoas inteligentes e o afeto das crianças; ganhar o apreço de críticos honestos e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza; encontrar o melhor nos outros; deixar o mundo um pouco melhor, seja por uma criança saudável, um canteiro de jardim ou redimindo uma condição social; saber que pelo menos uma vida respirou melhor porque você viveu”. Interessante perceber que em nenhum momento há uma associação entre sucesso e prosperidade.

Mas o que mais me encantou no gesto de Bezos foi ele escolher a porta da geladeira para emoldurar e preservar a mensagem que lhe é significativa. Eu também sempre gostei de textos e frases inspiradores; assim como de geladeiras. E fazer dela “o meio e a mensagem” que nutre a nossa vida não deixa de ser uma ideia genial, capaz de dar novo significado ao mobiliário refrigerado presente em quase todas as casas do planeta. Equipamento prestes a celebrar 164 anos de existência.

“Imaginar o que seus donos estampam na porta do eletrodoméstico carrega inegável voyeurismo”

Toda geladeira tem luz própria (literalmente), já que seu conteúdo diz muito a respeito de uma pessoa. Imaginar o que seus donos estampam na porta delas, com o que a abastecem, o que comem e como organizam os alimentos é algo que carrega um forte e inegável tempero de voyeurismo. Se eu vir uma geladeira quase vazia, com apenas água gelada e uma caixa de pizza semidevorada, posso apostar que o dono é um homem solteiro. Assim como se eu abrir a geladeira de uma família japonesa que mora em Ichigaya, área residencial de Tóquio, encontrarei várias pastas, temperos e iscas que integram um repertório culinário absolutamente distinto daquele com que estamos familiarizados. Geladeira e cultura andam de braços dados!

Sobre espreitar refrigeradores alheios, foi lançada em maio a segunda versão do livro Inside Chef’s Fridges, obra que nos mostra como são as geladeiras domésticas pessoais dos melhores chefs do mundo. O desejo de mostrar o que está por trás da porta das geladeiras também move os anônimos. A ponto de já existir, imagine, uma categoria de fotos que faz sucesso nas redes sociais, as “shelfies”. São selfies de prateleiras, que funcionam não só para as de livros. A tendência levou os fabricantes Bosch e Samsung a lançar, na Europa, modelos que tiram fotos de seu interior. Seja para mostrar ao dono o que é necessário levar para casa, seja para mostrar seu conteúdo aos amigos.

É o aproveitamento da luz própria do eletrodoméstico para, numa versão mais “cool” da vaidade, promover uma outra exposição de si mesmo. Por essa, nem os roteiristas de O Dilema das Redes — o documentário do momento exibido pela Netflix — poderiam esperar.

Publicado em VEJA de 7 de outubro de 2020, edição nº 2707

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Criador de empresa que ajudou a capturar Bin Laden fala em painel na terça

Joe Lonsdale participará nesta terça, às 19h30, do segundo painel da edição deste ano do Brazil at Silicon Valley, evento organizado por ex-alunos brasileiros...

Itaú é primeiro banco do país com agência conectada ao 5G

O Itaú, em parceria com a Vivo Empresas, é o primeiro banco no país a ter uma agência física utilizando o padrão de conectividade...

Jeff Bezos: Para o alto e avante

Iates e jatinhos todo bilionário tem. Já o dono da Amazon, Jeff Bezos, o maior de todos os ricaços, tem um foguete para chamar...

Startups tornam real o sonho dos carros voadores

Em 2050, 9,8 bilhões de pessoas estarão vivendo na Terra. Quase 70% delas em centros urbanos, o que impõe enormes desafios ao transporte público....