21.8 C
Brasil
sábado, junho 19, 2021
Início Notícias Entenda o que é andropausa

Entenda o que é andropausa

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado pela Universidade Federal de São Paulo, atualmente exercendo a função de cirurgião geral, mas com especialidade em prostatectomia robótica, uma cirurgia minimamente invasiva, contra a cura do câncer de próstata. Com mais de 20 anos de experiência na área, o especialista explica o que é andropausa, quais os sintomas e como lidar com esse problema.

Andropausa é um termo criado em analogia à menopausa, para nomear a fase em que, nos homens de 40 e 55 anos, ocorre queda da produção de testosterona, que faz com que surjam sintomas semelhantes ao da menopausa nas mulheres, como alterações do humor, diminuição da libido, e cansaço excessivo, por exemplo. Os níveis de testosterona variam entre os homens, normalmente, quanto mais velho, menor a quantidade. Por isso, os sintomas e o momento podem variar muito de um homem para o outro.

O Mestre e Doutor em urologia Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que os principais sintomas da andropausa são:

  • Alterações na função sexual;
  • Perda de massa muscular;
  • Diminuição de pelos no corpo;
  • Ondas fortes de calor;
  • Dificuldade de concentração e ereção.

Na presença de qualquer um desses sinais, consulte um médico urologista para que os níveis de testosterona sejam testados, assim, podendo avaliar a necessidade de como e quando iniciar o tratamento. Além de um acompanhamento de um endocrinologista, de acordo com os sintomas apresentados.

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes conta que, em alguns casos, os homens que não produzem níveis consideráveis de testosterona naturalmente ocorrem para a reposição hormonal para ajudar a aliviar os sintomas da andropausa. O método é recomendado para prevenir o desenvolvimento de complicações cardíacas, anemia e osteoporose, sem contar com a melhora da qualidade de vida. A técnica pode ser feita de duas formas principais:

  • Medicamento: os comprimidos de testosterona aumentam os níveis do hormônio e, desta forma, diminuem os sintomas da andropausa, com poucos efeitos colaterais.
  • Injeção: é o método mais usado no Brasil, com a mesma função do comprimido, mas com menos propensão a riscos colaterais do que a primeira.

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes ressalta a importância de hábitos saudáveis como forma de prevenção natural. Então pratique exercícios físicos regularmente, pois ajuda a evitar os incômodos da andropausa e a evitar doenças associadas à queda da produção de testosterona.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Sucesso dos anos 1990, o bichinho virtual Tamagotchi renasce

Há muito tempo, numa galáxia nem tão distante assim, nos idos dos anos 1990, sem smartphones, sem redes sociais, em que os videogames só...

Empresa prevê investimento milionário em pesquisa de plástico degradável

A Tecbio Holding pretende investir R$ 15 milhões no desenvolvimento de pesquisas e produção de plásticos biodegradáveis até 2024. O grupo de empresas de capital...

São Paulo começa a votar Lei das Antenas, que abre caminho para 5G

A Câmara Municipal de São Paulo começa a votar nesta quarta um projeto de lei que abre caminho para a futura implementação do 5G...

Brasil e o acordo Artemis: avanço na exploração pacífica do espaço

Ao aderir ontem, 15 de junho, ao acordo Artemis, o Brasil não só aliou-se ao programa que irá retomar os voos tripulados à Lua...