25.6 C
Brasil
segunda-feira, setembro 20, 2021
Início Mundo Afeganistão tem mais de 20 mil pessoas tentando embarcar para deixar Cabul

Afeganistão tem mais de 20 mil pessoas tentando embarcar para deixar Cabul

Uma semana após o Talibã tomar a cidade de Cabul, mais de 20 000 pessoas tentam embarcar no aeroporto da capital para deixar o Afeganistão. A tentativa de fuga tornou o local o epicentro de uma corrida caótica pela vida, com famílias de plantão para entrarem em algum avião assim que tiverem a oportunidade – a maioria das pessoas que tenta deixar o país são trabalhadores internacionais, intérpretes afegãos e mulheres.

Até a manhã deste domingo, 22, o número de pessoas que tentavam embarcar era de 18 500, mas a quantidade aumentou após decisão que permitiu a emissão de vistos eletrônicos para requerentes de Visto de Imigrante Especial (SIV), sem nomes ou números de documentos. A facilitação fez com que vistos fossem copiados como capturas de tela e enviados por afegãos a milhares de outros conhecidos que não tinham acesso ao aeroporto, disse uma fonte à CNN Internacional.

Nas redondezas do aeroporto de Cabul, o cenário é de uma espécie de acampamento, com milhares de pessoas continuam se reunindo no perímetro da base. Uma das cenas que mais retratam a angústia dessas famílias foi a de um bebê sendo içado por cima de um arame farpado para que ele pudesse embarcar em um fuzileiro naval dos Estados Unidos na semana passada.

O desespero das pessoas ao redor do aeroporto é tão grande que o local está ficando cada vez mais perigoso. Neste sábado, 21, sete civis afegãos morreram esmagados, segundo o Ministério da Defesa (MoD) do Reino Unido. “As condições no terreno continuam extremamente desafiadoras, mas estamos fazendo tudo o que podemos para gerenciar a situação da forma mais segura e protegida possível”, disse o porta-voz do MoD.

Em entrevista coletiva na Casa Branca neste domingo, 22, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, prometeu que não pouparia esforços para retirar americanos e aliados afegãos de Cabul. “Faremos tudo, tudo que pudermos para proporcionar uma retirada segura para nossos aliados afegãos, parceiros e afegãos que podem ser visados por causa de sua associação com os Estados Unidos”, afirmou Biden. O democrata alertou, no entanto, que essa operação se trata de uma missão perigosa. “Não posso prometer qual será o resultado final, mas, como comandante-em-chefe, posso garantir que vou mobilizar todos os recursos necessários”, completou.

Segundo o presidente, os Estados Unidos resgataram até agora mais de 28 000 mil americanos do Afeganistão, mas a promessa é que todos serão atendidos. “Aos afegãos que serviram conosco, que foram a combate conosco, como intérpretes e tradutores, peço que aguardem, vocês têm o comprometimento dos EUA”, disse Biden.

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Restos mortais de vítimas do 11 de setembro são identificados após 20 anos

Por 20 anos, o consultório médico legista da cidade de Nova York conduziu discretamente a maior investigação de pessoas desaparecidas já realizada no país —...

‘Ajudei a redigir o documento pacificando as relações entre os Poderes’, diz Michel Temer

O esboço da carta à nação publicada nesta quinta-feira, 9, pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como uma forma de trégua entre os Poderes...

Homem mata colega, joga o corpo na praia, mas guarda o pênis em uma panela

Um homem de 48 anos foi preso pela Polícia Civil na cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo, depois de matar um...

Governo anuncia o fim dos bloqueios de caminhoneiros em rodovias federais

O governo anunciou nesta quinta-feira, 9, que não há mais bloqueios de caminhoneiros em rodovias federais. Segundo um boletim divulgado pelo Ministério da Infraestrutura,...