27.2 C
Brasil
quinta-feira, janeiro 21, 2021
Início Corona Vírus Ana Paula Henkel: ‘Governadores batendo boca mostra que não há preparação para...

Ana Paula Henkel: ‘Governadores batendo boca mostra que não há preparação para a vacina no Brasil’

Nesta sexta-feira, o governador do Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) afirmou, sem citar nomes, que “nenhum estado vai fazer politicagem e escolher quem vai viver ou morrer de Covid-19“. A fala foi lida como uma indireta ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que anunciou na última semana que o estado todo será vacinado com a CoronaVac a partir de 25 de janeiro de 2021. Doria utilizou suas redes sociais para rebater e informar que “Goiás é um dos 12 estados brasileiros que já manifestaram interesse na CoronaVac”. Para a comentarista Ana Paula Henkel, do programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, “os governadores batendo boca todos os dias mostra que não há certeza e preparação adequada” para a vacinação no Brasil. Por isso, defende que a população faça perguntas.

“Venho acompanhando muito de perto, e a gente vê constantemente governadores batendo boca com a Anvisa, com o governo federal, agentes políticos querendo tomar o protagonismo na pandemia… Ninguém sabe direito quando a vacina vai sair, quando o vírus vai se atenuar na sociedade, se o lockdown funciona… E até agora, o que nós vimos, é que poucos ainda colocam a ciência no debate intelectualmente honesto sobre Covid e a pandemia. Se aparece um desses agentes políticos e demanda que a vacina seja obrigatória, é nele que você vai confiar? Ou em um órgão oficial ou no governo federal? Mais uma vez, uma sociedade que não questiona está fadada à tirania. Esses governadores batendo boca todos os dias mostra que não há certeza e preparação adequada e que precisamos fazer perguntas sim”, afirmou a ex-jogadora de vôlei.

O também comentarista Augusto Nunes pontuou que os prefeitos estão querendo negociar as vacinas, mas que as prefeituras estão quebradas. “A maioria das cidades está quebrada e quer fazer convênio com vacina. Acho muito estranho marcar data cívica para a vacina. O que querem os passageiros do barco chamado Brasil? Que a população se entenda, vamos nos aproximar, fazer com que se chegue a um porto seguro”, disse Augusto. O Ministério da Saúde negou, nesta noite, as declarações feitas por Caiado. Em nota, a pasta reiterou que, em nenhum momento, “se manifestou sobre confisco ou requerimento de vacinas adquiridas pelos estados” e informou que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil será coordenada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Assista ao programa na íntegra: 

- Advertisment -

Ultimas Notícias

A verdade apareceu (por André Gustavo Stumpf)

Por sorte e uma série de coincidências, andei como passageiro num Tesla X, aquele cujas portas abrem para cima, em Boston, nos Estados Unidos....

Cerimônia de posse de Biden começa com pedidos por união

No momento em que os primeiros flocos de neve começaram a cair em Washington, o presidente eleito, Joe Biden, e sua esposa, a professora...

Explosão destrói prédio e sacode o Centro de Madri

Uma forte explosão destruiu um prédio de sete andares no Centro de Madri nesta quarta-feira 20. De acordo com autoridades espanholas, a explosão aconteceu pouco...

Sem filhos e advogado, lista de perdões de Trump pode ter rapper Lil Wayne

A um dia de sair do cargo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, divulgará nesta terça-feira, 19, uma onda final de indultos e...