21.4 C
Brasil
sexta-feira, novembro 27, 2020
Início Entretenimento Juliana Didone se emociona ao relembrar parto traumático

Juliana Didone se emociona ao relembrar parto traumático

Juliana Didone

Juliana Didone
Juliana Didone relembra parto traumático (Imagem: Reprodução / Instagram)

Juliana Didone comoveu a internet após dar um relato detalhado sobre o nascimento da sua filha, Liz, que hoje tem dois anos, fruto do casamento com o artista plástico Flávio Rossi. Em sua participação no programa Boas-vindas, do GNT, a atriz contou que se preparou para um parto natural, mas que as coisas fugiram totalmente do rumo esperado.

Todo parto marca a mulher, mas, para mim, marcou negativamente. E isso gerou uma frustração absurda. Eu tinha me dedicado muito a esse parto. Tinha doula, enfermeira, banheira de plástico no meio da sala. Tinha tudo. E aí eu comecei a entrar em trabalho de parto. As dores começaram a se intensificar. Isso durou uma madrugada inteira. Então, a enfermeira chegou e me tocou. Quando ela falou que eu estava com dois centímetros de dilatação, falei: ‘Não’“, iniciou ela.

Em seguida, Juliana deu mais detalhes sobre as horas que seguiram: “Vinte e quatro horas depois que começou esse trabalho de parto, eu fui para o hospital. Ela me tocou de novo, tinha seis de dilatação. Falei: ‘Não é possível’. A cada vez que vinha a contração, eu usava uma força descomunal, e isso se repetiu por muitas vezes. E aí a gente estava na segunda madrugada de trabalho de parto. Lá pelas tantas eu ouvi: ‘Não desiste, você vai desistir?’. Mas, ao mesmo tempo que eu já sentia o instinto materno falando ‘esquece, plano B, esquece’, tinha aquelas pessoas falando ‘não, não, não’“.

A atriz confessou ainda que a equipe ainda tentou uma abordagem antiga para que a bebê nascesse por via natural. “A gente tentou Kiwi, um procedimento que hoje nem se usa. Você fala com pediatras e eles acham loucura. É tipo um vácuo, que puxa. E eu ali, com minha equipe, sendo motivada de novo a não desistir. ‘Vai, tá quase, tá quase’. Chegou o amanhecer, 6h da manhã. Eu já estava exausta“, relembrou.

Foi neste momento que a famosa buscou apoio da mãe. “Ela falou: ‘O quê? Vai para a cesárea agora’. E ali foi uma iluminação de verdade. Liz nasceu por uma cesárea de emergência mesmo, com a cabeça toda ferida pelo vácuo. Meu mundo caiu. Eu estava muito feliz porque minha filha estava bem e respirando, mas ela já estava em sofrimento, teve que ir para uma incubadora. Eu tive a Liz muito pouquinho. Depois de tanto esforço, ela ficou nos meus braços dois minutos“, disse.

Juliana conta ainda como se sentiu nos primeiros dias após o parto. “Eu me senti péssima, porque, em algum momento de tanto estudo, de ir para uma linhagem, de acreditar que essa linha era a certa, a gente quase perdeu nossa filha. Na hora, falei: ‘Rasga tudo o que você criou na sua cabeça e se ouve. Ouve sua filha, ouve o que você quer’. Tenho certeza hoje de que nosso instinto sempre fala com a gente, só que às vezes é baixinho. Se a gente deixa a voz do outro falar mais, a gente se perde, sabe? Eu acho que nunca falei disso, por isso, estou tão emocionada“, pontuou.

A atriz garantiu que, apesar de tanto sufoco, a experiência serviu para que ela revisse alguns aspectos. “Eu fiz tanto esforço físico que não conseguia segurá-la nos braços. Eu não tinha energia. O medo de que eu causei um sofrimento à minha filha se potencializou. Nos primeiros dez dias da existência dela, eu fiquei indo a um pediatra atrás do outro. O começo não tinha sido muito legal, mas a gente também tinha uma vida inteira pela frente para rever conceitos. Eu mudei a percepção que tenho da existência depois que me tornei mãe. Eu ganhei uma coisa que eu nem sabia que desejava tanto“, concluiu.

O post Juliana Didone se emociona ao relembrar parto traumático apareceu primeiro em RD1 → Audiência da TV, Notícias da TV e Famosos.

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Josias de Souza: Bolsonaro percebe que negacionismo custou mandato de Trump

Jair Bolsonaro diz que nunca chamou Covid-19 de gripezinha, mas áudios e vídeos provam o contrário. Em março, presidente afirmou: “Não vai ser uma...

Ministério Público investiga nível alarmante da represa Jurumirim

A tristeza de quem vê seu negócio abalado pelo descaso das autoridades. “O setor de turismo foi o mais afetado durante a pandemia. Agora,...

RJ negocia com Prefeitura e hospitais privados para ampliar a oferta de leitos

O governo do Rio de Janeiro negocia com a Prefeitura da capital e a rede privada a ampliação da oferta de leitos para pacientes...

Para evitar ressecamento, startup aposta em álcool em gel mais suave para pele

Apesar de o uso do álcool em gel ser uma das maneiras mais eficazes na prevenção do coronavírus, a utilização contínua pode causar ressecamento...