28.4 C
Brasil
quarta-feira, novembro 25, 2020
Início Brasil 3ª edição do Festival de Luzes em São Paulo ressignifica pontos turísticos...

3ª edição do Festival de Luzes em São Paulo ressignifica pontos turísticos da cidade

Os famosos grafites do Beco do Batman estão sendo ressignificados pela tecnologia. À noite, projeções de seis artistas mudam a cara do tradicional ponto turístico na Vila Madalena, na Zona Oeste de São Paulo. A intervenção faz parte da 3ª edição do Festival de Luzes, que vai iluminar vários pontos da capital paulista até o dia 22 de novembro. No Beco do Batman, a última oportunidade para ver a montagem é neste sábado, das 7h às 22h. O evento a céu aberto é um dos primeiros a retornar na capital paulista depois dos fechamento causados pela pandemia.

O VJ Fukuda, do seu apartamento, começou a fazer projeções nas árvores e, para o festival, ele desenvolveu a obra intitulada “Fauna B”. “Poder fazer um trabalho bacana desse em um lugar que a gente cresceu é muito bacana. Espero que as pessoas gostem, as intervenções existem para chamar atenção do que no dia a dia você passa e nem percebe”, avalia. As projeções estão em constante diálogo com os grafites, cada artista estudou detalhadamente os murais para desenvolver seus trabalhos. A obra da VD Carol Santana chama “Trasmutação” e, segundo ela, a ideia é trazer novas perspectivas no que já existe. “O grafite para mim é a arte urbana é valorizo muito, porque é uma arte muito democrática, poética e política ao mesmo tempo. E de muita responsabilidade porque você impacta muitas pessoas, então você está construindo um mural, está impactando quem passa ali. Eu poder reinterpretar isso é bem especial.”

O idealizador do evento, Alexis Anastasiou, fala da importância de se realizar o Festival de Luzes neste período de pandemia. Ele destaca a importância de ser levar esperança para as pessoas. “Foi mais arriscado fazer o evento nesta situação, mas é mais necessário também. Além da saúde física, você tem a questão da saúde mental das pessoas. O que a gente credita é que a arte e a cultura com uma instalação na cidade podem trazer um pouco de esperança nesse momento. O festival tem esse potencial de fazer as pessoas enxergarem a cidade de uma forma mais acolhedora e mais agradável”, diz. Segundo ele, a ideia é trazer um novo olhar para lugares da cidade que ficam vazios à noite. Até 22 de novembro, o Festival vai ocorrer em outros pontos de São Paulo como nos bairros do Tremembé, Jaraguá, São Matheus e na tradicional Avenida Paulista.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni 

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Polícia prende homem com R$ 500 mil em notas falsas em São Paulo

Um homem foi preso na fila de um banco no bairro de Cidade Ademar, Zona Sul de São Paulo, com centenas de notas de...

Mulheres representam 12% dos prefeitos eleitos no primeiro turno

Segundo dados levantados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), apenas 651 (12,1%) dos prefeitos eleitos no primeiro turno eram mulheres, contra 4.750 (87,9%) homens que...

Presidente da Argentina declara três dias de luto pela morte de Maradona

Fã declarado de Diego Maradona, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, decretou três dias de luto oficial no país, a partir desta quarta-feira, 25,...

Sikêra Jr vence batalha judicial contra modelo transexual e se livra de indenização

Sikêra Jr vence ação judicial após exibição de quadro polêmico (Imagem: Reprodução / RedeTV!) Sikêra Jr venceu a modelo transexual Viviany Beleboni na Justiça após...