33.8 C
Brasil
quinta-feira, novembro 26, 2020
Início Mundo Com pouca munição, Trump apela para caso do filho de Biden

Com pouca munição, Trump apela para caso do filho de Biden

Donald Trump está com três vezes menos dinheiro do que Joe Biden – 63 milhões contra 177 milhões do adversário.

Sua desvantagem nas pesquisas firmou-se na casa dos dois dígitos.

O debate de ontem, embora menos caótico, não teve o efeito bombástico do tipo que muda rumos de campanha, apesar das tentativas do presidente de trazer o tema para a discussão.

E a história que potencialmente inverteria o jogo, sobre negociatas e desvios comportamentais de Hunter Biden, tem detalhes  constrangedores demais até mesmo para os poucos órgãos de imprensa que apoiam Trump.

O único que continua a cuspir fogo é Rudy Giuliani, o ex-prefeito de Nova York que virou o homem-bomba de Trump.

A matéria prima de Giuliani vem do computador que Hunter supostamente deixou numa loja de eletrônicos para ser recuperado e nunca voltou para buscar.

É de lá que vieram e-mails indicando que Hunter fazia tráfico de influência com empresários ucranianos e chineses, aparentemente ”vendendo” contatos com o pai, quando era vice-presidente.

A história de suposta corrupção resvala para a perigosa área das baixarias pessoais. Algumas são até dolorosas, como as imagens “antes” e “depois” dos dentes recapeados de Hunter Biden, idênticos aos dos viciados em crack e metadona antes da intervenção.

Segundo Giuliani, o arquivo de fotos do lap top de Hunter também mostra imagem de jovens adolescentes em circunstâncias comprometedoras.

Continua após a publicidade

Pior, Giuliani leu um e-mail no qual o suposto Hunter fala ao pai sobre a cunhada, Hallie, com quem ele teve um relacionamento depois da morte precoce do irmão, Beau Biden.

Na reprodução do texto, “ela” – a cunhada – reclama que Hunter criou “um ambiente perigoso para as crianças” ao usar o FaceTime, nu e fumando crack, com uma menina de 14 anos que seria sua sobrinha.

É difícil descer mais baixo do que isso, seja por qualquer ângulo que se veja o caso. Na hipótese de que a história fosse verdadeira, Joe Biden não poderia ser acusado pelos pecados ou delitos do filho.

Não é impossível que a história sobre tráfico de influência venha a frutificar – inclusive num futuro governo Biden.

Dois ex-sócios do filho problemático já apareceram para confirmar negócios privilegiados na China, na Ucrânia, na Romênia e no Cazaquistão.

Um deles, Tony Bobulinski, participou da plateia do debate a convite da campanha de Trump. Pouco antes, deu uma declaração denunciando a participação de Joe Biden num reunião em que se discutiu comissões provenientes de investidores chineses.

O computador “abandonado” está em poder do FBI, numa investigação que envolve lavagem de dinheiro.

Por enquanto, as denúncias contra o filho do candidato continuam parecendo mais um gesto proveniente do desespero de ver a vitória ficar cada vez mais difícil.

Nem os trumpistas convictos que fazem carreatas por várias cidades americanas, manifestando um entusiasmo que nem de longe é visto entre os partidários de Joe Biden, estão ligando  muito para o caso.

E faltam apenas onze dias para a eleição.

Continua após a publicidade

- Advertisment -

Ultimas Notícias

Globo coloca Márcio Garcia na geladeira até Luciano Huck tomar decisão

Márcio Garcia está na geladeira da Globo (Imagem: Divulgação / Globo) O futuro de Márcio Garcia ainda é incerto na Globo. O apresentador teve o...

Disney anuncia que demitirá 32 mil funcionários de parques temáticos

A Walt Disney Company anunciou que irá demitir cerca de 32 mil funcionários, principalmente de seus parques temáticos, durante o primeiro semestre do ano...

Diretor do Ratinho revela estado de saúde do humorista Rodela

Humorista Rodela segue internado em hospital de São Paulo (Imagem: Reprodução) Luiz Carlos Ribeiro, conhecido como Rodela, segue internado em estado grave na UTI do...

PM que atirou em Borat de Amor & Sexo tem duas queixas

Bruno Miranda, o Borat do Amor & Sexo ,está internado(Imagem: Reprodução / Instagram) Bruno Miranda, o Borat do extinto Amor & Sexo, da Globo, segue...