Nota do Ministério da Defesa não explica motivo da interrupção. Anúncio é feito um dia após ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) ter visitado região e ter sido alvo de protestos. O Ministério da Defesa informou nesta quinta-feira (6) que o governo federal decidiu interromper as ações de combate a crimes ambientais na terra indígena Munduruku, no Pará.
Na nota, o ministério não informa o motivo da interrupção das ações.
As ações na região fazem parte da Operação Verde Brasil, criada para fazer ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A operação foi prorrogada até novembro deste ano.
“O Ministério da Defesa reitera que a Operação Verde Brasil 2, de combate a delitos ambientais na Amazônia Legal, continua em andamento. Contudo, as ações na terra indígena Munduruku, no estado do Pará, foram interrompidas para reavaliação”, informou o ministério.
Nesta quarta, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, visitou a região e foi alvo de protestos por parte de indígenas na etnia Munduruku e garimpeiros.
Segundo o Ministério da Defesa, representantes da região se reunirão com autoridades do governo federal em Brasília para discutir a situação da terra indígena.
Íntegra
Leia a íntegra da nota do Ministério da Defesa:
O Ministério da Defesa reitera que a Operação Verde Brasil 2, de combate a delitos ambientais na Amazônia Legal, continua em andamento.
Contudo, as ações na terra indígena Munduruku, no estado do Pará, foram interrompidas para reavaliação.
Nesta quinta-feira (6), uma delegação de representantes da região está a caminho de Brasília, em uma aeronave da Força Aérea Brasileira, para reuniões com autoridades do Governo Federal.
Mais informações poderão ser divulgadas oportunamente.
Informações sobre a agenda do Ministro Ricardo Salles devem ser encaminhadas ao Ministério do Meio Ambiente.
Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação
Ministério da Defesa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui