Com 99,98% dos votos apurados, Evo Morales alcança vantagem de 10,57% sobre Carlos Mesa, o suficiente para vencer no primeiro turno as eleições presidenciais.

Horas antes, a União Europeia havia se somado ao pedido da OEA para que se realizasse um segundo turno eleitoral entre Morales e Carlos Mesa.

A votação virou alvo de violentos protestos por suspeita de fraude.

Segundo a Constituição da Bolívia, um candidato vence no primeiro turno se tiver mais de 50% de votos ou, então, mais de 40% desde que com uma diferença superior a dez pontos percentuais sobre o segundo colocado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui