FOTO: AGÊNCIA PALMEIRAS

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, foi suspenso na última quinta-feira (24) pelo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por ter indicado um favorecimento do VAR ao Flamengo. Com a punição estabelecida pela entidade, o mandatário alviverde ficará 15 dias suspenso de todas as suas atividades.

A polêmica declaração de Galliote foi proferida após o empate do Palmeiras contra o Internacional, em rodada do Campeonato Brasileiro. Insatisfeito com a atuação do VAR, o presidente reclamou e insinuou que a equipe da Gávea estaria sendo beneficiada: ?Muitos lances o VAR não tem atuado em jogos do Flamengo. Isso é fato. Para alguns clubes, o VAR trabalha. Para outros, não. Acho que cabe uma reciclagem, cabe uma revisão de conceito. Todos merecem ser tratados da mesma maneira?, afirmou.

Um banco sem tarifas! Venha para o BS2, aqui cuidamos de seu dinheiro, e você ainda ajuda seu time do coração!

Diante da infeliz declaração, o dirigente acabou enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que versa sobre desrespeitar os membros da equipe de arbitragem ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões, recebendo uma pena mínima.

Flamengo e Palmeiras se enfrentam no Brasileirão apenas no dia 01 de dezembro (domingo), pela 36ª rodada do Brasileirão. Líder do campeonato, o Rubro-Negro medirá forças com o CSA na próxima rodada da competição, enquanto o Alviverde terá pela frente o Avaí. As duas partidas acontecem neste domingo (27).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui