A final da Libertadores da América só acontecerá em 23 de novembro, mas as provocações já começaram entre River Plate e Flamengo.

Lives, conteúdos originais e o melhor da programação da ESPN! Inscreva-se no nosso canal do YouTube, ative as notificações e não perca nenhum vídeo!

Do lado argentino, o presidente Rodolfo D’Onofrio até elogiou ao dizer que o time carioca é uma “equipe enorme”, mas não deixou de alfinetar.

“Não me esqueço do que aconteceu contra o Emelec”, afirmou, sem dar detalhes e relembrando os confrontos das oitavas de final, no qual o Flamengo perdeu por 2 a 0 na ida, fora de casa, e só avançou após vencer a volta pelo mesmo placar e levar a melhor na disputa de pênaltis, no Maracanã.

D’Onofrio também ressaltou a diferença financeira entre River e o clube brasileiro, classificada por ele como “abismal”.

Marcelo Gallardo e Rodolfo D’Onofrio comemoram título do River na Libertadores Getty

Relacionado

“Eles cobram R$ 200 milhões de televisão, e nós só cobramos R$ 12 milhões”, disse o mandatário dos Millonarios em entrevista à rádio argentina La Red.

“É um grande rival pela frente, pela forma como as duas equipes jogam, será uma final linda”, completou.

Mauro Cezar: ‘Flamengo tem negociação avançada com a Inter de Milão por ‘Gabigol’; assista

A decisão será no Estádio Nacional, em Santiago, mas pode ser disputada no Paraguai por conta do clima tenso no país andino, que vive onda de manifestações que teve como motivador inicial o aumento de tarifas no transporte público.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui