O Mercado BTC sem dúvidas fez muita gente ganhar muito dinheiro. Com o mercado em alta, muitas pessoas aproveitaram o embalo e se deram muito bem. Assim, também surgiram diversas startups para atuar no Mercado BTC e diga-se de passagem, elas se deram muito bem. No entanto, agora com o mercado em baixa, muitas dessas empresas que estavam fazendo sucesso, estão agora em declínio.

Sendo assim, ou estão fechando as portas, ou estão demitindo mais da metade dos seus funcionários.

Mas afinal, o que aconteceu?

A quebra do Mercado BTC, arruinou o sonho de liberdade do atual sistema monetário e de riquezas instantâneas da comunidade de desenvolvimento de software. Essa comunidade que gerou cerca de 1.000 moedas digitais, mas que sofre com a dificuldade de giro.

Desta forma, startup como a ETCDEV que estava à frente do desenvolvimento da Ethereum Classic. Esta por sua vez que é uma das principais moedas do Mercado BTC e que possui uma capitalização média de US$ 400 milhões.

No entanto em tempos de crise a empresa literalmente quebrou. Assim anunciou seu fechamento, mas não sozinha.

Assim como a ETCDEV a ConsenSys, de Joseph Lubin, que era uma das maiores empresas de criptografia, com sede em Nova York também fechou reduziu a sua força de trabalho em 13%, tentando assim se reorganizar para as mudanças do Mercado BTC.

Muitas das empresas estão sofrendo porque guardaram uma parte de seus recursos em ativos digitais, seja em tokens vendidos por meio de ofertas iniciais de moedas ou em Bitcoin e Ether, que serviam como o meio preferido de troca no mercado de criptomoedas.

Empresas como site SpankChain reduziu de 12 para oito funcionários, de acordo com um tweet da CEO Ameen Soleimani.

Desde 2012, cerca de 1.800 Startups receberam financiamento da Capital Ventures. Assim, mais de US $ 5,6 bilhões foram investidos em novas startups.

Centenas de outras empresas arrecadaram cerca de US $ 22,5 bilhões ao emitir tokens para o público ou os chamados investidores credenciados por meio de ICOs, segundo o pesquisador.

De forma idêntica a Sirin Labs arrecadou Us $ 158 milhões no ano passado para criar um telefone celular que permite aos consumidores trocar e usar criptomoedas. No entanto a empresa chegou a dizer que abandonaria o projeto, pois a empresa só teria fundo para 6 ou 12 meses de operação. Entretanto a empresa conseguiu terminar o projeto e o celular pode ser comprado hoje.

Assim o diretor global de estratégia de tecnologia financeira da Autonomous, Lex Sokolin disse:

“Eu ficaria confortável em dizer que a pressão de preços sobre as criptomoedas em 2018 provavelmente levará a 25-50% de desligamentos e demissões para projetos atuais, quando falamos em comparações históricas”.

Entusiasta da Tecnologia e Negócios.

Welcome, Login to your account.

For security, use of Google’s reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

For security, use of Google’s reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

I agree to these terms.

Recover your password.

A password will be e-mailed to you.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui