Passada a decisão por uma vaga na final da

Libertadores

, o

Flamengo

colocou na pauta o início das conversas com o atacante Gabigol para tê-lo em definitivo a partir de 2020, ao fim do empréstimo. O clube já tem um acordo próximo com a

Inter de Milão

, equipe com a qual o jogador tem contrato até 2022.

A ideia é que antes do jogo contra o

River Plate

, no dia 23 de novembro, Gabigol já esteja com tudo resolvido para permanecer no clube. A compra junto ao clube italiano deve ser sacramentada pelo Flamengo até lá. Os dirigentes estão otimistas com a sinalização positiva da Inter para a proposta financeira. O valor estimado beira os 20 milhões de euros.

LEIA AINDA:Ao golear o Grêmio, Flamengo mostra em campo quem joga o melhor futebol do Brasil

A epxectativa é que as conversas com Gabigol se deem de forma ágil. Com o maior salário do elenco, acima de R$ 1 milhão, o jogador terá valorização compatível com os números expressivos que têm computado no Flamengo. São 35 gols em 2019.

A única dúvida do Flamengo é se o atleta tem o objetivo de voos mais altos em um possível retorno para a Europa em caso de proposta de equipes de primeira linha. No entanto, pessoas próximas a Gabigol dizem que o atacante se sente bem no Flamengo e quer ficar.

LEIA TAMBÉM:Enfim, Flamengo e River Plate fazem o jogo que faltou à Libertadores de 1981

A volta à seleção brasileira, porém, tem dois lados. Ao mesmo tempo em que premia a boa temporada do jogador, o coloca na vitrine e atrai novas propostas. Até hoje, desde que chegou ao Flamengo, houve apenas sondagens de equipes emergentes, negadas.

Depois da classificação sobre o Grêmio, o vice de futebol Marcos Braz avisou que o Flamengo vai jogar pesado para manter o atacante.

“Acho que não vamos ter qualquer tipo de problema se ele, de fato, quiser continuar aqui. O Flamengo vai fazer uma proposta contundente e satisfatória. Não posso falar pelos outros, só pelo Flamengo, que vai fazer todo o esforço possível para manter o Gabriel no time”, afirmou Braz.

Com os dois gols marcados contra o 

Grêmio

, o camisa 9 igualou artilharia rubro-negra na história do ‘Novo Maracanã’ (desde que foi reaberto em 2013). Ele chegou a 20 gols no estádio e agora divide o posto com Hernane Brocador, que marcou na mesma quantidade.

Também superou a marca de Bebeto, que fez 34 gols em 1988, aos 24 anos. Desde Zico em 1976 – 56 gols, 23 anos – um jovem jogador do Flamengo não fazia tantos gols em uma mesma temporada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui