O pedido de expulsão de Eduardo Bolsonaro foi oficializado por Luciano Bivar.

A Folha de S. Paulo teve acesso ao documento do PSL, assinado por Major Olímpio, Joice Hasselmann, Júnior Bozzella, Abou Anni e Coronel Tadeu.

De acordo com o trâmite do processo, o filho de Bolsonaro tem o prazo de cinco dias para apresentar sua defesa, sob pena de confissão e revelia, considerando-se verdadeiros os fatos (?).

O grupo alinhado a Bivar acusa Eduardo de abuso de poder, ao colocar seus interesses pessoais à frente dos interesses do partido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui