O Google anunciou ontem que atingiu a supremacia quântica, com um grande avanço na pesquisa de computadores desse tipo. A empresa conseguiu usar um computador quântico para resolver em minutos um problema complexo que levaria milhares de anos para ser resolvido pelo mais poderoso supercomputador da atualidade.

Publicado na revista científica Nature, o feito deve ser debatido pela comunidade científica nos próximos meses. Céticos já dizem que o Google está exagerando sua conquista.

O computador quântico do Google levou 3 minutos e 20 segundos para dar uma resposta à tarefa de encontrar um padrão em uma série aparentemente aleatória de números. Os pesquisadores da empresa estimam  que o supercomputador Summit no Laboratório Nacional de Oak Ridge, no Tennessee, levaria 10 mil anos para resolver o problema.

Para o Google, uma conquista tão grande se encaixa na definição de supremacia. Este dramático aumento na velocidade comparado com todos os algoritmos clássicos conhecidos é uma realização experimental da supremacia quântica nesta tarefa computacional, escreveu a equipe de pesquisa, liderada por Frank Arute, da área de inteligência artificial do Google.

Pesquisadores da equipe veem possíveis usos para a computação quântica em áreas como aprendizado de máquina e ciência de materiais e química. Eles admitem, no entanto, que será necessária uma precisão ainda maior para trazer essas aplicações ao mundo real.

Para pesquisadores da IBM, principal rival da computação quântica, o Google arriscou enganar o público ao sugerir que os computadores novos substituiriam os existentes.

Os computadores quânticos nunca reinarão supremos em relação aos computadores tradicionais, mas trabalharão em conjunto com eles, já que cada um tem suas qualidades únicas, escreveu Dario Gil, diretor de pesquisa da IBM.

Ainda segundo os pesquisadores da IBM, um supercomputador com armazenamento em disco adicional pode resolver o problema dos números aleatórios em no máximo dois dias e meio, com maior fidelidade ou precisão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui